2014 registra aumento significativo nos investimentos em energia renovável

Pesquisa liderada por instituto australiano mostra aumento de mais de 20% na capacidade global de geração de energia solar

(Austrália, 15/01/2015) – Em 2014 houve um aumento de mais de 20% na capacidade global de geração de energia solar, um recorde de 48 gigawatts, suficiente para abastecer 16 milhões de lares. As instalações de captação de energia eólica, por sua vez, cresceram 40% lideradas pela China e Estados Unidos.

Estes são alguns dos dados apresentados pelo relatório “Mercados globais de energia em transição” (Global Energy Markets in Transition), preparado pelo Instituto de Economia da Energia e Análise Financeira (Institute for Energy Economics and Financial Analysis – IEEFA).

“Globalmente, 2014 a capacidade de geração de energia renovável avançou como um rolo compressor”

O relatório investiga as principais tendências globais do setor de energia elétrica, com foco no aumento de investimentos em energia renovável observado no último ano e seus impactos mais amplos.

“Globalmente, 2014 a capacidade de geração de energia renovável avançou como um rolo compressor”, diz Tim Buckley, diretor da IEEFA e coordenador da pesquisa. “Com a notável exceção da Austrália, onde a incerteza política serviu como um freio de mão eficaz, para onde quer que olhemos ao redor do mundo, a tendência de uma rápida expansão da indústria de energia renovável é a mesma. Em 2015 veremos, inevitavelmente, esta tendência se exacerbando.”

Outro ponto de destaque é a natureza deflacionária das energias renováveis, que vão conduzir um tipo de transição raramente visto na indústria. “A realidade é que, somente em termos de instalações solares, vamos testemunhar uma redução anual de 5 a 10% no preço durante a próxima década. O impacto no mercado de eletricidade não pode ser ignorado”, diz Tim Buckley.

A “indústria do carvão” já está sofrendo claramente com esta tendência pelas energias renováveis. A baixa performance do setor frente ao mercado global de ações não tem precedentes. “O declínio de mais de 50% no preço do carvão levou a uma perda de 80 a 90% do valor de marcado destas empresas. Enquanto o sol vai com certeza continuar subindo para a energia renovável em 2015, para o carvão ainda existe espaço para mais quedas.”

Mais Informação:

  • Tim Buckley pode ser contatado pelo telefone: +61 40 810 2127 ou pelo email tbuckley@ieefa.org
  • Assessoria de imprensa: James Lorenz – tel: + 61 400 376 021 e Email: james@holdfastcommunications.com.au
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s