Novo acordo climático: o tamanho do problema

Da Vitae Civilis

Mais uma vez representantes de todos os países do mundo estão reunidos em Genebra para tentar avançar em um acordo que dê esperança de estabilização do clima do nosso planetinha. Um slide mostrado nesta reunião por John Christensen, diretor da UNEP, mostra o tamanho do problema que os negociadores têm que enfrentar. 

Explicando:

– as emissões de gases de efeito estufa em 2010 eram equivalentes a 49 bilhões de toneladas de CO2 (49 GtCO2e);

– para mantermos o aquecimento global dentro do limite de 2oC (considerado por muitos como ainda muito alto), teríamos que chegar a 2020 emitindo por volta de 44 GtCO2e;

UNDP: retrato do problema

UNDP: retrato do problema (tecle para ampliar)

– acontece que se tudo continuar como está podemos chegar em 2020 emitindo 59 GtCO2e, mais de 30% do que poderia ser considerado “seguro”;

– se forem efetivadas as promessas de redução de emissões feitas até agora por diversos países, chegaremos a 2020 emitindo algo entre 52 e 54 GtCO2e;

– a diferença entre o quanto deveríamos emitir em 2020 e o podemos estar emitindo se todas as atuais promessas forem cumpridas é algo entre 8 e 10 GtCO2e (esta diferença é conhecida no jargão das negociações como “emissions gap”).

Como o novo acordo que se espera obter em Paris no final deste ano parte de 2020, os líderes globais e as empresas de energia, transporte, agricultura e outras têm muito a fazer nos próximos cinco anos para que o novo acordo tenha alguma chance de sucesso.

Boa sorte para nós todos.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s