Energia solar pode afastar risco de apagões

Da Deutsche Welle Brasil:

O nível dos reservatórios nas usinas hidrelétricas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste chegou ao limite. O risco de faltar energia aumentou, já que as usinas geradoras de eletricidade nessas duas regiões são responsáveis pelo abastecimento de cerca de 70% do país. As informações fazem parte do último relatório do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico que, ainda assim, tenta frisar que “não há insuficiência de suprimento energético neste ano”.

Leia o texto completo

Líderes empresariais fazem chamado para zerar emissões de gases de efeito estufa até 2050

Os líderes empresariais globais reunidos no B-Team, iniciativa que busca promover melhores formas de fazer negócios, demandaram hoje dos líderes políticos de todo o mundo que se comprometam em zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa (GEE) até 2050. O B-Team também demandou dos demais líderes empresariais globais que se juntem a esta visão e se comprometam com metas ousadas de longo prazo. Continuar lendo

Crise hídrica em SP: a tragédia de um ciclo de espoliação da natureza e dos serviços públicos

Do Observatório do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Sorocaba e Médio Tietê:

A negação da crise hídrica foi mais que um momento de cinismo eleitoral. O governador Geraldo Alckmin sustentou sua posição, mesmo diante de todas as evidencias, às portas de uma tragédia anunciada. Mas agora o colapso do abastecimento, sobretudo na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), é muito mais complexo. Crise hídrica, crise do sistema elétrico, crise urbana, expõem o esgarçamento social de um ciclo de desenvolvimento capitalista baseado no modelo privatista dos serviços públicos e nos incentivos consumistas de mercadorias.

Leia o texto completo

O que o acordo Índia-EUA sobre energias renováveis tem a dizer para o Brasil?

Da Ambiente Energia:

O presidente norte-americano Barack Obama e o primeiro ministro indiano Narendra Modi firmaram um documento histórico para o combate às mudanças climáticas. Os EUA participarão de um megaempreendimento indiano de energia limpa. Não se trata apenas de um grande negócio: os números provam que este será um grande salto para que a Índia chegue a 2030 com 46% de seu setor elétrico movido pelas novas renováveis solar e eólica (36%) e pela hidroeletricidade (10%).

Leia texto completo

Não é só a água. Energia está colapsando também.

Da Exame.com

Desafiador. Foi assim que o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, definiu hoje o atual cenário do sistema energético brasileiro. Mas, diante das projeções feitas por analistas consultados por EXAME.com, é possível concluir que o governo foi, no mínimo, eufemista. Para os especialistas, se o índice de chuvas não atingir a média histórica até abril e o nível dos reservatórios das hidrelétricas não voltar a subir, o racionamento de energia pode, sim, voltar a fazer parte da rotina dos brasileiros.

Leia reportagem completa

Água, Petrobrás e revisão da política energética brasileira

Da Mídia Ninja

Os jornais de hoje trazem uma boa e uma má notícia sobre o petróleo. A má notícia é que a Petrobrás planeja mudar de tamanho, diminuindo sua produção “ao mínimo necessário”, cortando investimentos e sendo mais seletiva na aquisição de novas áreas de exploração e produção.  A boa notícia é que a Petrobrás planeja mudar de tamanho, o que abre espaços importantes para se replanejar o futuro da empresa e da delirante política energética brasileira dos últimos anos.

Leia reportagem completa

Aquecimento global aumenta a proliferação de mosquitos

Do Planeta Sustentável:

A medida que o clima do planeta aquece – 2014 foi o ano mais quente registrado na história desde 1880, aumenta a incidência de doenças provocadas por mosquitos. Isto porque os insetos proliferam mais em temperaturas elevadas. A conclusão está na pesquisa elaborada por cientistas da United Nations University, no Canadá, divulgada recentemente. Eles fizeram o primeiro Mapa Global de Vulnerabilidade ao Vírus da Dengue. O estudo mostra que o centro e oeste da África estarão mais propensos à expansão da doença, mas outras regiões, onde até então não havia registros de dengue, também poderão ser afetadas. É o caso de muitos países da Europa e cidades montanhosas da América do Sul.

Leia texto completo

Itaú capta R$ 1 bi para água e energia renovável

Do Estadão:

O Itaú Unibanco fechou uma captação de cerca de R$ 1,05 bilhão para financiar projetos de energia renovável, eficiência energética, captação e tratamento de água e empreendimentos que contribuam para a redução dos impactos climáticos no Brasil. A operação conta com recursos da International Finance Corporation (IFC), braço financeiro do Banco Mundial para o desenvolvimento do setor privado, e outras três instituições internacionais: Mizuho, Bank of America Merrill Lynch e Commerzbank.

Leia reportagem completa

Para os super-ricos, a saída é pelo aeroporto. De jatinho, claro.

Do Guardian:

Com a crescente desigualdade e agitação social como a de Ferguson e os diversos  Occupy ainda frescas na mente das pessoas, os super-ricos do mundo já estão se preparando para as conseqüências. Em uma sessão lotada em Davos, o ex-diretor de fundos de hedge Robert Johnson revelou que gestores deste tipo de negócio, preocupados com a situação, já estão planejando rotas de fugas:

“Sei que gestores de fundos de hedge em todo o mundo estão comprando pistas de pouso e fazendas em lugares como Nova Zelândia, porque acreditam que precisam de um refúgio”.

Continuar lendo

E quando a água acabar?

Excelente entrevista do projeto Conta D’Água com a ambientalista Marussia Whately, dirigente do projeto Água São Paulo, do Instituto Socioambiental (ISA), e uma das principais protagonistas da Aliança pela Água, uma iniciativa reunindo 30 ONGs, visando propor soluções e cobrar providências do poder público.

“Já se esperam protestos. Em Itu, vizinho de São Paulo, até donas de casa colocaram fogo nas ruas. Aqui em São Paulo, vai haver um escalonamento de manifestações e de violência porque a água mexe com a questão da dignidade. Quantos dias nós aguentamos sem poder dar descarga?”

Leia a entrevista completa.