Arquivo da tag: aquecimento global

Reunião do G7 termina com compromisso por um economia de baixo carbono

Os líderes do G7 (países mais ricos do mundo) terminaram sua reunião anual hoje, na Alemanha, com um anúncio histórico que potencialmente assinala o fim da era do combustível fóssil, naquilo que deve se transformar em um importante marco no caminho para um novo acordo climático em Paris. Continuar lendo

Meta de 2°C para conter o aquecimento global já era

Da Folha de São Paulo:

A meta de conter o aquecimento global a um acréscimo menor que 2°C –o limite que se convencionou chamar de “perigoso”– já está saindo do escopo de esperança dos cientistas. Esse processo de desilusão lento e doloroso, que dura no mínimo desde 2009, começa a tomar uma forma mais nítida agora, com a aproximação da cúpula do clima de Paris, a ser realizada em dezembro deste ano.

Um dos elementos que levam a essa constatação era algo que todos já esperavam: as promessas que os governos nacionais levarão ao ao encontro são insuficientes para colocar o planeta numa trajetória que desacelere suficientemente a temperatura antes de os 2°C se tornarem inevitáveis.

Leia artigo do Rafael Garcia completo.

Água, Petrobrás e revisão da política energética brasileira

Da Mídia Ninja

Os jornais de hoje trazem uma boa e uma má notícia sobre o petróleo. A má notícia é que a Petrobrás planeja mudar de tamanho, diminuindo sua produção “ao mínimo necessário”, cortando investimentos e sendo mais seletiva na aquisição de novas áreas de exploração e produção.  A boa notícia é que a Petrobrás planeja mudar de tamanho, o que abre espaços importantes para se replanejar o futuro da empresa e da delirante política energética brasileira dos últimos anos.

Leia reportagem completa

Aquecimento global aumenta a proliferação de mosquitos

Do Planeta Sustentável:

A medida que o clima do planeta aquece – 2014 foi o ano mais quente registrado na história desde 1880, aumenta a incidência de doenças provocadas por mosquitos. Isto porque os insetos proliferam mais em temperaturas elevadas. A conclusão está na pesquisa elaborada por cientistas da United Nations University, no Canadá, divulgada recentemente. Eles fizeram o primeiro Mapa Global de Vulnerabilidade ao Vírus da Dengue. O estudo mostra que o centro e oeste da África estarão mais propensos à expansão da doença, mas outras regiões, onde até então não havia registros de dengue, também poderão ser afetadas. É o caso de muitos países da Europa e cidades montanhosas da América do Sul.

Leia texto completo

Para os super-ricos, a saída é pelo aeroporto. De jatinho, claro.

Do Guardian:

Com a crescente desigualdade e agitação social como a de Ferguson e os diversos  Occupy ainda frescas na mente das pessoas, os super-ricos do mundo já estão se preparando para as conseqüências. Em uma sessão lotada em Davos, o ex-diretor de fundos de hedge Robert Johnson revelou que gestores deste tipo de negócio, preocupados com a situação, já estão planejando rotas de fugas:

“Sei que gestores de fundos de hedge em todo o mundo estão comprando pistas de pouso e fazendas em lugares como Nova Zelândia, porque acreditam que precisam de um refúgio”.

Continuar lendo

“É mais lucrativo deixar o mundo ir para o inferno”

Uma reportagem pessimista publicada hoje no jornal inglês The Guardian, com uma entrevista com Jørgen Randers, professor de Estratégia Climática da Norwegian Business School. Ele é co-autor do livro “Os Limites do Crescimento” (Limits to Growth), publicado em 1972 e considerado uma das maiores referências até hoje sobre o impacto das ações humanas sobre o meio ambiente.

Como uma Cassandra moderna, o professor Randers tem gasto os últimos 40 anos de vida alertando para a catástrofe ambiental global que se avizinha e sendo sistematicamente ignorado. Embora continue sua luta, hoje ele está bem pessimista com a capacidade e o interesse de os líderes políticos atuarem pelo bem comum:

“É mais custo-efetivo retardar qualquer ação para evitar as mudanças climáticas. É lucrativo deixar o mundo ir para o inferno. Acredito que a tirania do curto prazo vai prevalecer nas prósximas décadas. Como resultado, vários problemas de longo-prazo deixarão de ser resolvidos, mesmo que pudessem ter sido [resolvidos], e mesmo que eles causem cada vez mais dificuldades para todos os votantes.”

A reportagem completa por ser lida aqui. Vale à pena usar o Google Translate para quem não domina o inglês.

Aquecimento global: Maldivas já estão condenadas. Que será depois?

Da Voz da Rússia:

O nível global do mar sobe a um ritmo recorde. Segundo as recentes pesquisas dos cientistas da Universidade de Harvard (EUA), durante os últimos 25 anos, o mar ganhou 250% mais espaço à terra firme do que nos anteriores 90 anos do século passado. Em 2100, a água poderá se elevar a nível planetário a dezenas de centímetros, o que significa que muitas ilhas e zonas costeiras serão em breve completamente inundadas. Continuar lendo

Vídeo: 134 anos de aquecimento global

Vídeo preparado pela Nasa mostra 134 anos de aquecimento global. 2014 foi o ano mais quente desde que começaram os registros. O planeta Terra está vivendo há 30 anos – 358 meses consecutivos – com temperaturas globais de terra e mar acima da média.

Para saber mais, visite esta página: http://bit.ly/1yiakWp